Como calcular corretamente o preço de venda dos produtos

HomeSoftware ERPComo calcular corretamente o preço de venda dos produtos
preço de venda

Um desafio muito comum a novos empresários, mas que pode ser enfrentado até por quem já possui tempo de mercado, é a forma de calcular corretamente o preço de venda dos produtos. Busca-se aqui, um valor médio, que não seja muito alto, gerando baixa adesão do consumidor, nem muito baixo, trazendo pouco lucro líquido ou até prejuízo à empresa.

Mas afinal, como fazer esse cálculo? Por mais complicado que pareça, é possível fazer a precificação de maneira simples, contundente e assertiva. E é disto que trataremos neste artigo: como calcular corretamente o preço de vendas dos produtos, possibilitando que você aplique estes métodos em todos os itens que chegarem a sua empresa.

Os custos agregados ao produto

O primeiro passo, é que você tenha todos os custos agregados ao produto. Não apenas quanto pagou por cada item, mas outras despesas que vem junto com ele. Aqui, é preciso entender os custos fixos e variáveis. O primeiro independe do valor pago no produto, mas leva em consideração os gastos com aluguel, salários, luz, estrutura, entre outros.

Já os variáveis, são aqueles que estão envolvidos no produto como recebimento do fornecedor e entrega ao cliente, valor gasto por unidade, itens que expiraram a validade, entre outros. Essa é a conta de partida para estabelecer o preço de um produto, visto que você saberá exatamente quanto gasta para ter a unidade de determinado item.

Preço de venda e margem de lucro

Vamos a uma análise prática, se a unidade de cada shampoo que você vende custa R$ 5 para o seu negócio, então, esse é o preço de partida, se for menor, a empresa pagará para vender, o que não é nada atrativo. Aqui, é onde entra a margem de lucro, o quanto você quer, pode ou deve ganhar.

Nesse ponto, há uma certa liberdade de estabelecer quantos % você ganhará em cima de cada produto. Contudo, o ideal é que a sua margem não seja pequena, pois será oneroso, nem muito grande, tornando seu produto pouco atrativo. Uma margem de lucro de 50% a 100% é uma tendência, mas cada item deve ser analisado. Continue acompanhando.

Fatores da precificação

Com os passos acima é possível fazer, de forma rápida e contundente, a precificação dos seus produtos. Contudo, há uma série de outras características que podem te ajudar a ganhar mais por unidade e ser competitivo, principalmente em pequenas e médias empresas que têm a concorrência de grandes redes. Os fatores são:

– Análise de mercado sobre o preço médio do produto vendido, possibilitando ser competitivo nesse sentido;

– Sazonalidade. Por exemplo, produtos que saem mais no inverno que no verão, ou tendências, datas comemorativas, entre outros, que podem reajustar, para cima ou para baixo, o preço;

– Entenda o perfil do seu consumidor. É ele quem dará a margem de lucro a ser aplicada, principalmente pelo seu poder de compra;

– Nunca deixe de calcular todos os custos, sem exceção, saber exatamente o preço de venda dos produtos, pois há vários negócios que fecham precocemente por não entenderem quanto devem ganhar para cobrir, no mínimo, as despesas.

A tecnologia te ajuda

Por fim, podemos destacar a tecnologia, nos dias atuais, automatiza, centraliza e dinamiza todos os dados que você precisa. Sistema de gestão empresarial, como o ERP, possuem ferramentas que te ajudam a definir o preço de venda do produto atrás do Mark-Up, independentemente da sua área de atuação, a ter um preço definido sem precisar perder horas com fórmulas e contas, além de trazer vários benefícios agregados.

Conheça nossas soluções e veja como podemos ajudar a sua empresa. Contate nossos consultores e confira uma demonstração.

Conheça nosso canal no youtube

Agende uma Reunião com nossos especialistas